Rádio Web Acanguaçu

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Bacharel em Direito alerta sobre o pagamento do IPTU

Assim como Canguçu, população de outras cidades também lutam contra os aumentos do IPTU.

Moradores de várias municípios do país estão assustados com o valor do IPTU. Em alguns casos, o aumento no imposto este ano passou de 2.000%.

Cada vez que um ano novo começa, a única certeza que nós contribuintes temos é que impostos e taxas virão com aumento. Por isso, quando a dona Maria recebeu o IPTU dela de 2018, no valor de R$ 162, ela fez as contas e viu que o aumento em relação a 2017 foi de 20%. Mais que a inflação, mas ainda assim razoável. Agora, surpresa desagradável teve o William. O valor do carnê dele de 2018 foi de R$ 3.527. Em 2017 tinha sido R$ 135. O IPTU do William aumentou 2.512%. Ambos são moradores de um município do Rio de Janeiro.

Jardel Oliveira, bacharel em direito, com experiência em direito do consumidor, já que trabalhou vários anos no Procon, como coordenador alerta:
“O IPTU é um tributo muito perigoso. Você pode perder o seu imóvel, caso deixe de pagar o IPTU. Então a melhor estratégia é, caso receba um carnê com um valor muito superior ao da realidade, discuta. Seja na via judicial, seja na via administrativa, mas não deixe simplesmente em aberto. Não deixe de pagar o imposto”, explicou.

Em Canguçu, assim como em outras cidades, a população se uniu pedindo a revogação da lei que ao final, visou aumentar os valores pagos. Em Londrina, no Paraná, por exemplo, a revogação deve ser votada nos próximos dias. Aqui, o projeto de iniciativa popular começou a tramitar na Câmara. Provavelmente haverá audiência pública para tratar do assunto.