Rádio Web Acanguaçu

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Operação Anjos da Lei para combater tráfico em proximidades de escolas é deflagrada no RS, SC e PR



316 pessoas foram presas/apreendidas durante o cumprimento de 616 ordens judiciais no RS, SC e PR
Uma operação que combate o tráfico de drogas próximo a escolas foi deflagrada nesta quarta-feira (13) de forma simultânea e sincronizada entre as Polícias Civis do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. A operação batizada com o nome de Anjos da Lei tem como principal objetivo evitar que o malefício das drogas chegue ao ambiente escolar.
A Operação Anjos da Lei teve início no mês de março do ano de 2011 , no Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil do Rio Grande do Sul. Em 2016 passou a ser realizada por todos os departamentos da Polícia Civil gaúcha.
Segundo o Subchefe de Polícia, Delegado Leonel Fagundes Carivali, coordenador da operação no Rio grande do Sul, a Operação Anjos da Lei é uma ação policial especial e permanente contra o tráfico de drogas nas imediações de escolas, unindo repressão e prevenção. “Repressão com as investigações e prisões de traficantes nas imediações de escolas e prevenção pela realização de palestras preventivas específicas, antes ou depois das ações repressivas nas escolas, aumentando assim o contato e a confiança entre a Polícia Civil, estudantes e comunidade escolar em geral”, afirmou Carivali.
A Operação Anjos da Lei tornou-se prioridade, pois é no ambiente escolar que se encontram os jovens e crianças que são os alvos mais vulneráveis para a atuação e influência do tráfico de drogas, no consumo ou em atividade do tráfico. Na parte da aplicação da Lei de Drogas, além dos crimes de tráfico de drogas e eventualmente associação para o tráfico, também responderá o criminoso que estiver traficando nas imediações de escola pelo artigo 40, III da Lei de Drogas, que traz a previsão de aumento de pena de 1/6 até 2/3.
No Rio Grande do Sul, nos dias de ontem e hoje, a Polícia Civil gaúcha participou da Operação Anjos da Lei por meio do Departamento de Polícia do Interior, Departamento de Polícia Metropolitana e Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico, empregando 737 policiais. Foram cumpridas 308 ordens judiciais no estado, totalizando 110 presos e 20 adolescentes apreendidos. Setenta e nove armas, 87 quilos de maconha e 667 gramas de cocaína, além de outros tipos de drogas foram apreendidos.
Em Santa Catarina, foram cumpridas 184 ordens judiciais, resultando na prisão de 103 pessoas e na apreensão de cinco adolescentes. Sessenta quilos de maconha, dez quilos de cocaína, outros tipos de drogas e 20 armas foram apreendidas.
No Paraná 69 pessoas foram presas e nove adolescentes foram apreendidos durante o cumprimento de 124 ordens judiciais. Dentre as drogas apreendidas estão 150 quilos de maconha e 671 gramas de cocaína. Onze armas foram apreendidas.
Ao todo, 316 pessoas foram presas/apreendidas por envolvimento com o tráfico de drogas nas proximidades das escolas nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Segundo o Presidente do Conselho Nacional de Chefes de Polícia e Chefe de Polícia do RS, Delegado Emerson Wendt, a ação das Polícias Civis dos estados do Sul representa "um verdadeiro enfrentamento à criminalidade que, organizadamente, procura ocupar espaços próximos de ambientes escolares e vulneráveis à ação criminosa e a população precisa estar atenta a isso e denunciar, auxiliando a Polícia Civil a fazer seu papel. 
O crime organizado procura explorar todos espaços e cabe à Polícia Civil efetivar ações fortes no sentido de minimizar o problema gerado pelo tráfico de drogas".